quinta-feira, 10 de março de 2016

Maldição e heresia...


* HEREGE e AMALDIÇOADO!
(Esses são alguns dos termos com os quais tenho sido 'premiado' e 'classificado'. Para pessoas assim tenho uma REVELAÇÃO: Maldizer alguém é conhecido popularmente como 'FOFOCA'. Diante de tal esclarecimento pergunto: és tu uma pessoa fofoqueira, ou fofoqueiro, que amaldiçoa as pessoas, lhes mal dizendo, ou afirmando que tal pessoa ou tal casa é amaldiçoada?) 

MALDIÇÃO
As pessoas de mente obscuramente ignorante e de língua comprida e 'nervosa' estão sempre a pensar e dizer asneiras, sem conhecimento suficiente, sem perceber que estão prejudicando, e muitas vezes machucando outras pessoas. À isso chamamos: 'MALDIÇÃO'! Maldição significa 'dizer mal de...' Falar mal de...' Há quem diga: 'fulano parece que possui uma maldição. Tudo que ele põe a mão quebra.' É bom lembrar à essas pessoas, que tudo na vida tem prazo de validade e vida útil: o carro sofre pane quando está rodando, e sempre que estamos dirigindo estamos correndo o risco de colidir, ou de sermos abalroados. O liquidificador, o micro-ondas, a televisão, o ventilador... quebram quando estão ligados. O gás de cozinha acaba quando estamos cozinhando, assim como o combustível do automóvel, e tantas outras coisas, que tem a sua vida útil interrompida quando em pleno funcionamento. Assim também somos nós, os seres humanos: a nossa vida útil tem prazo de validade, e danifica-se e encerra-se enquanto estamos vivendo. Já diz o ditado: "Para morrer, basta estar vivo!" . Isso quer dizer que tal pessoa, ou tal casa está amaldiçoada? Vejam a que ponto a ignorância e a religiosidade levam as pessoas, incluindo pessoas com educação de nível superior, que na realidade não passam de mentes inferiores. Necessário se faz discernir o que realmente é maldição, assim como, o que é a heresia. 

HEREGE
Herege é um termo que não me incomoda. Para mim, ser classificado como 'herege' é realmente um elogio. Aliás, os meus amigos mais íntimos sabem que na faculdade, os meus apelidos eram: 'herege' e 'homem biblioteca'. São dois apelidos dos quais me orgulho muito. Sou Teólogo, e enquanto teólogo a minha função é estudar, analisar, questionar..., a bíblia, as religiões, seus dogmas e doutrinas. Diferentemente do religioso ignorante que aceita tudo o que houve e que não consegue interpretar com clareza o que a bíblia está dizendo, o Teólogo é o estudioso que mergulha nos textos em busca da verdade. Àqueles que os religiosos cegos chamam de hereges, eu chamo de PROFETAS! Os verdadeiros profetas, aqueles do Antigo Testamento. Lembram-se? Eles eram os 'caras' que observavam e detectavam as mentiras, os desmandos, os enganadores do povo como Davi, por exemplo, e os denunciavam. Lembram-se de Samuel? Samuel não teve medo de mostrar que Davi era um calhorda, hoje amplamente idolatrado por muitos cristãos. Hoje em dia, os 'profetas' são os que enganam, os que roubam o povo, os que fazem adivinhações (ou tentam), como Balaão. Para os que ainda não sabem, o Verdadeiro Profeta é aquele denuncia, e não aquele que fantasia.
***
Agora deixo-vos a cópia de um texto que escrevi há algum tempo sobre um suposto apóstolo que afirmou que a Maionese Hellmann's é do 'diabo': 

Valdemiro Santiago proíbe fiéis de comer maionese Hellmann's

Comentário
por Austri Junior
Revisto e atualizado 
em 27/02/14
as 08h:53min
O cúmulo de todos os absurdos
O Blog Sacizento publicou um texto retirado do Blog Jesus Bom Pastor, onde Waldemiro Santiago (que se diz "apóstolo") proibiu os membros de sua instituição, de comprarem e ou consumirem a Maionese Hellmann's. Vamos ler o texto e em seguida farei os meus comentários:

Waldomiro Santiago proíbe fiéis de comer maionese entenda
Você passaria o satanás no seu pão? Colocaria ele na sua salsicha?
Em seu último discurso o apóstolo Waldemiro Santiago proibiu seus discípulos de comprarem, consumirem ou até mesmo chegar perto de uma famosa e tradicional marca de maionese.
Como substituta ele pediu que seus seguidores usassem  formas alternativas para substituir a tal maionese.

Waldemiro alerta para o nome da maionese que numa tradução livre ” Homem do Inferno” ela invoca o obscuro, o inominável o capeta. Precisamos estar atentos, a tentação está em todo lugar, até na prateleira do supermercado, e cada vez que você ouve esse nome a sua alma está sendo condenada, e como o próprio nome da maionese diz, se você levar um vidro desse pra sua casa, você é mais um homem no inferno.

E questiona: ” você passaria o satanás no seu pão? Colocaria ele na sua salsicha ou comeria ele na sua salada com a sua família?”
A assessoria do bispo não quis dar maiores detalhes, mas disseram que após um pequeno intensivo de inglês o bispo está traduzindo algumas marcas e decifrando códigos ocultos nas mesmas.
Pronto agora o diabo se apoderou da maionese!

Fonte: Blog Jesus Bom Pastor  
***

Meu Comentário e Hermenêutica:
Assim como a teoria da prosperidade, a teoria da maldição e a teoria das mensagens subliminares fazem adeptos pelo mundo todo.

Estou sempre com o meu "Olhar Teológico" bem aberto à essas questões que destroem o cristianismo e ridicularizam os cristãos. Observem que no texto acima está escrito: "No seu último discurso..." E é isso mesmo, um discurso! Não passa de falácia, baboseira gospel, verborragia... Um sermão é bem diferente disso. Um sermão é ponderado, educado, amigo, ajudador, edificante, animador, orientador, educativo..., e muito mais coisas boas. Um sermão precisa ser escrito e pronunciado com lucidez e com conhecimento de causa. Para escrevermos um bom e verdadeiro sermão lançamos mão da exegese, da hermenêutica, da pesquisa, da reflexão e da oração. Aliás, em qualquer texto, seja ele, religioso, teológico, acadêmico, um texto em um blog, em um jornal ou revista, um simples comentário que fizermos nas redes sociais, devemos pesquisar antes para não falarmos nenhuma besteira, ou, para falarmos o mínimo de besteira possível.

Não é por que lemos um texto, ou porque ouvimos alguém dizer, ou tão somente porque fizemos um cursinho qualquer, que vamos sair por aí vomitando asneiras. Quando se trata de igreja ou pessoas, as coisas ficam mais sérias ainda, pois as pessoas com menos conhecimento tendem a idolatrar, endeusar e confiar cegamente no que outro está falando. E é por isso que Jesus nos alertou com relação à verdade. Assim diz o texto bíblico: "Disse, pois, Jesus aos judeus que haviam crido nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos; e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará" (Jo 8. 31 - 32). Qual era a verdade à qual Jesus estava se referindo? A verdade eram os seus ensinamentos ("minha palavra"). Jesus disse isso, porque os sacerdotes judeus tinham um ensinamento diferente do dele, tanto que se você continuar lendo o texto, verás que os judeus contestam a fala de Jesus logo em seguida, dizendo que eles já são livres pela descendência de Abraão.

Qual é a verdade aqui no nosso texto?
Sabemos que Hellmann é um sobrenome alemão e não um termo em inglês composto de duas palavras: "Hell" e "Mann".

Vamos fazer a exegese desses termos para no fim obtermos uma boa hermenêutica e compreensão dos fatos: Em inglês, "Hell" significa inferno. Mas a palavra homem em inglês é "Man" (singular). No plural, escreve-se "Men". Na ortografia da língua inglesa correta ninguém jamais verá a palavra homem escrita com duplo "n". Ou seja, "Mann". Quando vemos um apóstrofo ( ' ), após um nome, ou em um termo em inglês, significa que aquilo pertence a algo ou a alguém. Exemplo: HELMANN'S. Que no caso da maionese quer dizer que a maionese é do Hellmann. Richard Hellmann.

Richard Hellmann
Richard Hellman foi um imigrante alemão que estabeleceu-se nos Estados Unidos da América em 1905 e abriu uma delicatessen, onde a sua esposa usava nas saladas um molho especial. Esse molho era nada mais nada menos que a maionese, que fez tanto sucesso, que posteriormente se tornou um produto à parte, sendo comercializada em potes, com o nome de Maionese Hellmann's. A maionese do Hellmann. O site que pesquisei (Guiame), diz que essa receita foi criada em 1756 pelo Chef do Duque de Richelieu, enquanto esse vencia a Inglaterra no Porto Mahon. Verdade ou não, a história da receita, aqui nesse caso, não importa tanto quanto a epistemologia da palavra em questão: Hellmann's. 
  

Bem, como disse anteriormente não podemos falar daquilo que não conhecemos sem pesquisar, para não escrevermos ou para não pronunciarmos nenhuma besteira , como o tal "apóstolo" em questão. Com esse intuito fui ao Google pesquisar e confirmar os significados em alemão para a palavra "HELL", e como se escrevia a palavra "HOMEM" nessa mesma língua. Não encontrei nenhuma fonte em que eu pudesse confiar. Então lembrei-me do meu amigo e irmão Leonardo Stuepp, Professor, Matemático, Escritor, Palestrante..., cidadão blumenauense de origem alemã, que fala, lê e escreve fluentemente em alemão, tendo viajado para Holanda, e para a Alemanha, onde ainda possui família. Eu não poderia achar fonte mais confiável que ele.  Então o Leo, com toda solicitude, orientou-me via inbox no Facebook, e assim esclareceu (transcrevo aqui, um trecho da nossa conversa):


  • Austri Junior - Bom dia, Leo!
    Estou escrevendo um artigo para o blog, fiz algumas pesquisas no Google, mas não encontrei resposta que pudesse confiar. Então lembrei-me de você, pois sei que falas alemão, e és uma fonte confiável.
    Eu quero saber o que significa em alemão a palavra "HELL", se é que existe essa palavra no idioma germânico, e como se escreve homem em alemão. Desde já agradeço a sua atenção.


  • Leonardo Stuepp
    Leonardo Stuepp - Olá, bom dia irmão ... é um prazer.

  • Austri Junior - Obrigado!

  • Leonardo Stuepp
    Leonardo Stuepp - Hell, pode ser: claro, iluminado, luminoso, vivo, límpido, lúcido.

  • Austri Junior - Maravilha!


  • Leonardo Stuepp
    Leonardo Stuepp - Homem é Mann quando se refere ao masculino e Mensch no sentido que dizemos pessoa humana.


  • Austri Junior - Perfeito!
    Agora espero que o meu texto dê um bom caldo. Muito obrigado mesmo!!!

  • Leonardo Stuepp
    Leonardo Stuepp - Qualquer dúvida envia o texto que damos uma olhada (eu e a Rita e o dicionário).

    *** 

    Comentário Final

  • Observem, leitores, que o Leo, um professor, palestrante e escritor culto, disse: "(...eu e a Rita e o dicionário)"   Para fins de esclarecimento, a Rita é a esposa do Leo. Assim agem as pessoas cultas, sábias, ponderadas, inteligentes, conscientes... Usam o dicionário, fazem pesquisas, perguntam a quem sabe, e não saem por aí dizendo asneiras e fazendo traduções livres. Falando em tradução, para fechar a exegese desse texto, o sobrenome do imigrante alemão, Richard, quer dizer: "HOMEM CLARO, ILUMINADO, LUMINOSO, VIVO, LÍMPIDO, LÚCIDO", e não "HOMEM DO INFERNO". Vejam que grande diferença!

    Mas quando os ignorantes e fundamentalista querem provar as suas teorias (e/ou, não querem reconhecer que estão errados), eles veem motivo em tudo. Em minha pesquisa na internet sobre esse assunto: As pessoas diziam que ele, o Richard Hellmann, "colocou um n a mais para confundir e enganar". Tenho verdadeira aversão e antipatia por esse assunto tosco, chamado mensagem subliminar, que chega à raias do absurdo e da loucura e demonizam as pessoas e os produtos. Esses fanáticos, e lunáticos, deveriam aprender com a *Xuxa, que processou a IURD e o Edir Macedo por tamanha tolice e falta de respeito pelo ser humano.

    O texto que nos serviu de inspiração termina dizendo: "Pronto agora o diabo se apoderou da maionese!" Agora não, minhas amigas e meus amigos. Isso é antigo, muito velho. Acontece desde os primórdios do cristianismo, e fora do cristianismo também..., isso já acontecia em outras religiões desde muito antes do nascimento de Jesus Cristo. E com relação ao cristianismo, isso acontece também dentro de algumas alas do catolicismo. Não é de hoje que o diabo vem "se apoderando" das coisas e das pessoas, segundo os evangelicalistas que propagam e disseminam essas ideias. Na lista deles, em primeiro lugar vêm os Papas, a Igreja Católica, Nossa Senhora, e a Reza do Terço. Nessa longa e extensa lista também estão: A Igreja Anglicana, a Igreja Luterana, a Igreja Copta, a Igreja Ortodoxa, as igrejas que não são da denominação deles, e as igrejas, grupos e pessoas que não comungam com as ideias dos que disseminam essas ideias malucas, a Umbanda, o Candomblé, o Kardecismo, o Budismo...,  os Teólogos os Filósofos, os Ateus, a Coca-Cola, o McDonalds, a Rede Globo, a Xuxa, The Beatles, bandas, cantores e compositores de Rock in Roll, de Jazz e principalmente de Blues, o Iluminismo, a Filosofia, a Maçonaria, os Iluminatis, a Ordem Rosa Cruz, a Maionese Hellmann's, os "desviados" das igrejas, e eu, Austri Junior.


    Também já fui demonizado pelo "povo santo" que sabe tudo. Aliás não é somente os fanáticos e lunáticos que se dizem crentes e evangélicos que possuem esse discurso, até o tal do Tio Chico e outros bruxos por aí já se pronunciaram assim, inclusive com relação à Hellmann's e à Xuxa.

    Completem essa lista comentando o texto e aproveitem e me respondam: Quem é mais energúmeno? A Maionese Hellmann's ou o suposto "apóstolo" Valdemiro Santiago? Só para ironizar os seguidores da teoria da maldição e das mensagens subliminares, aqui vai um trocadilho em forma de jingle e propaganda gratuita. Sobre esse assunto, qual é a verdade?
    A verdade é: "HELMANN'S, A VERDADEIRA MAIONESE!"

    *Escrevi esse texto em 2014. Atualmente (2016), a XUXA se rendeu ao Edir Macedo e à Rede Record.
    Austri Junior - Teólogo, Editor do Blog












    Nenhum comentário: