quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

"Se queres a paz, prepara-te para a guerra".

por Austri Junior


O assunto do dia, e dessa semana, é a compra dos caças suecos, feitos pela presidente Dilma Rouself. Essa notícia está dominando os meios de comunicações e toda a mídia televisiva, radiofônica e eletrônica. Pelo novo contrato, a tecnologia dos caças suecos será transferida para o Brasil. Será?

Muitos são contra essa compra. Eu não! O grande general Duque de Caxias disse: "Se queres a Paz, prepara-te para a guerra". A presidente Dilma Rousself contextualizou (pós-modernamente) muito bem essa máxima do Duque de Caxias. Disse ela: "O Brasil é um país pacífico, mas isso não significa que deve ficar indefeso". Nunca pensei que um dia concordaria com a Dilma em alguma coisa, mas tenho que admitir: Concordo plenamente!

Muito se questiona sobre a compra desses aviões e sobre a necessidade da compra desses aviões. Eu penso que nunca saberemos quando um louco vai nos atacar. Há pouco, faleceu o louco ditador da Bolívia, Hugo Chaves, que eu considerava um grande perigo para a humanidade e principalmente para o Brasil, mas ainda temos o Evo Morales, aquele que "confiscou" as propriedades da Petrobras em território boliviano. O Chaves se foi mas deixou um louco pior que ele no poder: O louco "espiritualista", Nicolás Maduro (digo "espiritualista" porque segundo o próprio Maduro, ele vê o Chaves, e conversa com o Chaves). 

A Inglaterra, por exemplo, nunca imaginou que seria desafiada à guerra, pela pobre e decadente Argentina, que entrou na guerra das Malvinas com a cara e a coragem, e saiu derrotada. É claro que se sofrermos um ataque externo vindo  do mar, pouco ou quase nada poderemos fazer. Numa guerra contra os gigantes, EUA e Reino Unido por exemplo, estaremos fritos no sal. Mas precisamos nos precaver. Os caças que compramos da Suécia são fracos, pois são caças monomotores, desenvolvidos especialmente para defender o território sueco, que é muito pequeno (e diga-se de passagem, a Rainha sueca é brasileira, a Rainha Silvia). O Brasil, por ter um território muito maior, precisa de aviões bimotores, mas segundo os especialistas, adquirir aviões monomotores não nos trará muitas dificuldades, pois a nossa força Aérea tem a tradição de operar aeronaves monomotores. O que precisaremos é ampliar os nossos números de bases aéreas dentro do nosso território.

Porque compramos os caças da Suécia? Porque a rainha sueca é brasileira? Não! Compramos os caças da Suécia porque a Dilma (e aqui eu tiro o meu chapéu para ela) deu o troco político nos EUA, por causa da espionagem comercial contra nós, disfarçada de espionagem contra o terrorismo, e porque os caças suecos são muito mais baratos que os caças norte americanos. Porque não compramos os caças da França? Porque o Lula teve uma rusga com a França, quando apoiou o louco do Ahmadnejad (do Irã), e a França ficou do lado dos EUA. Aliás, que isso sirva de lição e visão para os governantes latinos americanos: Quando o assunto é a guerra física ou diplomática contra os EUA, os seus amiguinhos, a Inglaterra, a França, e a Alemanha, entre muitos outros  países europeus, sempre se colocarão contra os desafiantes e "inimigos" dos EUA. A America Latina que se una, pois caso contrário...

Para finalizar, quanto ao Brasil, preparemo-nos para a guerra (o Duque de Caxias estava coberto de razão), pois nós possuímos 20% de toda a água do planeta, e detemos a maior parte da floresta amazônica que é milionária em riquezas minerais e botânicas. Além disso temos o petróleo e o pré-sal. Tudo isso é motivo suficiente para os dominadores e poderosos declararem a  guerra e para invadirem os ostros países. 

Todos os dias, à caminho do trabalho (ao contrário da Angélica, que vai de táxi, eu vou de ônibus), eu leio uma pichação em um muro no bairro Carapina, em Serra-ES, que diz: "ENQUANTO HOUVER FOME HAVERÁ GUERRA". Ledo engano! As guerras não se travam em função da fome. A fome existe por causa das guerras, por causa da corrupção política, por falta de emprego, pela super população mundial... As guerras se travam por disputa de poderes, por questões políticas, por domínio de territórios, por questões petrolíferas, por causa dos armamentos atômicos..., e no futuro, as guerras se darão principalmente pela posse da água. Com certeza o Brasil está na mira dos poderosos.

Nenhum comentário: