sábado, 2 de novembro de 2013

Evangelizar custe o que custar?

 Teologia



O que é conveniente ao comportamento de uma pessoa cristã? Como deve ser o comportamento de um cristão? Podemos fazer qualquer coisa, a todo custo, custe o que custar, em o Nome de Deus, ou de Seu Filho Jesus? É assim mesmo que as coisas devem acontecer? Ser cristão é seguir a Cristo, ser Evangélico é seguir o Evangelho, ser crente é crer em Deus e seguir a Palavra d'Ele. Bem, costumo dizer que na prática essas três classes de pessoas têm entre si uma enorme diferença: Crentes são todos os que creem no Pai, no Filho e no Espírito Santo. Evangélicos são todos os que creem e seguem o Evangelho e cristãos são os imitadores de Cristo, portanto, católico são Evangélicos e Evangélicos são católicos, visto que a palavra católico quer dizer universal, e o Evangelho de Cristo é universal. Entretanto, encontramos poucos cristãos entre o povo que crê em Deus e no Evangelho de Cristo. Digo isso porque não conheço nenhum relato que diz que Jesus Cristo, o Filho do Deus Vivo mentia, roubava, enganava, fazia fofocas... 

Nunca li nenhum relato onde Jesus, o Cristo de Deus tomava para si a Glória do Pai, e nunca li que Jesus se auto intitulava como grande, muito pelo contrário. Deus nos dá Dons (Presentes), não para nos especializarmos em hipocrisia e falsidade ideológica, muito menos para nos colocarmos como super poderosos. Nunca li um relato sequer, onde Jesus tenha dito: "Agora vá, pois eu te salvei/curei!"  Ao contrário... Lembro de ter lido: "Filha, a tua fé te salvou..." (Mc 5.34). Ele sempre destaca a fé das pessoas. Veja também: Mt 8.13; Mt 15.28; Mc 2.5; Lc 7.50... Posto isso, arrisco escrever que Jesus cura, salva e liberta pela fé dos envolvidos, se tens dúvidas procure um bíblia temática e consulte, leia, estude pesquise os versículos e acontecimentos onde se encontra a palavra , principalmente onde se encontra a presença de Jesus, se  ainda assim não conseguir entender que o homem não cura ninguém e que as transformações se dão pela fé de cada um, então desista da bíblia e fique com as pregações toscas, com as músicas heréticas e ufanistas e com os shows gospels, os shows da fé, o circo evangélico as artimanhas e enganações, verdadeiras pantomimas que só têm dois objetivos: Enganar os incautos e enriquecer os predadores do Evangelho. Nesse caso, podes continuar dando dinheiro para eles comprarem fazendas, emissoras de televisão e de rádios,  e para que eles comprem espaços na mídia com a deslavada mentira de que estão evangelizando.

Jesus sempre se colocou como pobre e pequeno e ao lado dos pequeninos, Jesus nunca quis fama, riqueza, fortunas. Jesus compartilhava a comida e não arrancava nada e nenhum dinheiro de ninguém,  Jesus aceitava doações e vivia como pobre. Ele evangelizava a pé e não vivia disputando poder. Sei que hoje os tempos são outros e defendo que os missionários, evangelistas e pastores - quando digo pastores estou falando dos padres também, porque ao contrário do que pensam as mentes ocas, vazias e ignorantes, os padres são pastores - que deixam suas casas e famílias para se dedicarem à obra de Deus, e precisam de salário para se manterem. Também defendo que a riqueza não é pecado e não concordo que a pobreza seja uma virtude. Ser pobre é horrível e injusto. Defendo que todos devemos ter ambição. A ambição move o mundo e nos ajuda a superar a miséria em todos os seus sentidos. Eu sou contra a ganância, essa sim, é a raiz dos males financeiros, e não o dinheiro. Não devemos usar e abusar da boa vontade (ou ganancia) das pessoas para enriquecermos. Dinheiro é bom e quanto mais tivermos melhor, mas se o compartilharmos com os outros que têm menos e não fizermos dele o nosso deus, melhor ainda. Quando Deus nos abençoa é para que possamos abençoar as outras pessoas também. O dinheiro é bom quando ganhado ou herdado com honestidade, e não desviado de dízimos e ofertas.


Fico pensando para que tantas mega churchills, e para que, ou a quem serve esse templos suntuosos porque essa ganância de comprar os cinemas falidos e transformá-los em templos, se as pessoas não estão sendo transformadas de verdade. Elas estão se tornado evangélicas (com letra minúscula), e não Cristãs. Para que tantos programas na TV, se não conseguem manter e se não sabem ou não entendem nada de administração? Para que ostentar tanto poder? Somente para competir com as outras igrejas e para arrancar os católicos de sua fé e esvaziar a ICAR? Isso tudo é muito mesquinho e muito medíocre. É pobre demais e podre demais! Se Jesus tivesse em nosso meio hoje, mesmo com esses tempos modernos com certeza não faria nada disso. Então, o cristão, que deveria ser um imitador de Cristo, antes de tomar qualquer atitude, deveria se perguntar: Se Jesus estivesse em meu lugar, ele tomaria tal atitude? Toda escolha tem o seu próprio custo... E custa caro!


* Leia  Corrupção na igreja mundial   no meu Blog  Cultura e Sociedade, que você vai entender melhor esse texto.


Esse texto foi ublicado originalmente no Site Austri Junior visite e conheça.
https://sites.google.com/site/austrijunior/circulo-teologico/foco-teologico

Nenhum comentário: