sexta-feira, 2 de agosto de 2013

"Polícia para quem precisa de polícia!"

Sociedade
por Austri Junior

A Copa das Confederações acabou, o Papa já voltou ao Vaticano e o caldeirão brasileiro continua fervilhando nas ruas. Reconheço a legitimidade dos protestos e os aprovo. Entretanto quero fazer uma pergunta: Não passou da hora de encerrar esses manifestos?  Penso que passou da hora de os manifestantes suspenderem temporariamente os manifestos pacíficos, até que os marginais infiltrados sejam presos pela polícia, que também não está sabendo trabalhar e administrar essa onda de violência. Na realidade não sei se a palavra correta é "administrar", afinal, quem consegue administrar a violência de uma turba animalesca e descontrolada?
Embora a gentileza com os vândalos não caiba nesse contexto, as policias brasileiras só sabem "controlar" as crises com violência. Desnecessário dizer que violência gera mais violência e a polícia também está complicando as coisas quando agride pessoas que estão protestando pacificamente. Após a polícia agredir os manifestantes pacíficos (geralmente as pessoas agredidas são estudantes e muitas das vezes são mulheres), a turba de bandidos infiltrados aproveita para vandalizar a coisa e começa agredir os repórteres e os carros das emissoras. Ora, os jornalistas estão trabalhando, e são agredidos covardemente. Como alguém pode fazer um protesto, seja esse protesto da  magnitude que for, e não querer aceitar a cobertura da imprensa? O que é notícia precisa ser noticiado, escrito, filmado, fotografado, divulgado...
Quando a violência contra os trabalhadores da mídia começa acontecer, a polícia se omite e deixa os jornalistas, repórteres, fotógrafos e os câmeras serem agredidos e nada fazem. Não tenho nenhuma dúvida de que há alguma intenção (maldosa) por parte da policia quanto a isso. É um absurdo, não defender os trabalhadores agredidos e correr para defender as lojas para não serem depredadas. A mesma polícia que precisa defender as lojas, deve também defender os profissionais de mídia.
Gostaria de ver se os manifestantes legítimos e pacíficos se retirassem das ruas, o que fariam os marginais. Será que eles iriam para as ruas  com os rostos escondidos por suas camisas para depredarem e destruírem os patrimônios alheios e as pessoas de bem? Qual seria a atitude da polícia se ao invés das manifestações pacíficas só tivéssemos a ação destruidora dos vândalos nas ruas? Se os bandidos forem às ruas para vandalizarem, sou totalmente favorável que a polícia devolva com a mesmo moeda, tal atitude espúria! 
O que podemos esperar de uma polícia mal preparada, incompetente, violenta, destruidora e vândala como os vândalos? Aqui em vitória temos registros de policiais infiltrados em meio às manifestações promovendo a violência. Também temos registros de que várias pessoas, incluindo moradores de rua que foram pagos para promover a quebradeira e a destruição, inclusive a destruição do Palácio Anchieta, a sede do governo estadual. Pergunto: A quem interessam essas coisas? De onde e da parte de quem, partem essas essas ações nefastas, abomináveis e inaceitáveis?
O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral disse que foi "tocado pelo discurso do papa" e se diz "arrependido" por não ter ouvido as vozes das ruas. Bem, então está na hora de começar a dialogar com essas vozes?
A presidente Dilma Roussef já perdeu 24 pontos percentuais na popularidade e o governador Sérgio Cabral foi avaliado como o pior governador do país. Será que ele foi "tocado" pelo discurso do Papa mesmo, ou está sendo tocado pelas eleições de 2014 que se avizinha, e está querendo enganar o povo mais uma vez? Vários outros políticos, entre eles o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, também foram muito mal avaliados. Hoje, a divulgação do índice de credibilidade da sociedade nas instituições mostrou mais uma vez que o povo continua insatisfeito com a classe política. A presidente Dilma está encabeçando a lista de incredibilidade, em seguida vem o governo federal. A polícia também está inserida nesse contexto de descrédito. Aliás, a polícia sempre esteve nessa lista. Continua valendo o corinho: "Polícia para quem precisa! Polícia para quem precisa de polícia!  - Incluindo a própria polícia.

Nenhum comentário: