quarta-feira, 13 de março de 2013

Habemus Papam - Francisco I

Religião
Argentino é anunciado Papa Francisco I.
Esta é a primeira vez em dois milênios que o Santo Padre é nascido na América
 
Publicação: 13/03/2013 16:18  - Atualização: 13/03/2013 16:48
 

Francisco I, o 266º papa da Igreja Católica, foi eleito depois de cinco votações (AFP PHOTO/DANIEL GARCIA)
Francisco I, o 266º papa da Igreja Católica, foi eleito depois de cinco votações

"Habemus Papam". E o Sumo Pontífice é argentino. A notícia, há poucos dias impensada pelos fiéis latino-americanos, veio às 16h18 horas desta quarta-feira, pouco mais de uma hora após a fumaça branca subir no Vaticano. Seguindo a tradição de dizer o primeiro nome do novo papa em latim e o sobrenome no idioma de origem, o cardeal-diácono Jean-Louis Tauran anunciou aos milhares de católicos presentes no Vaticano, da varanda central da Basílica de São Pedro, Dom Jorge Mario Bergoglio, agora Francisco I, como novo sucessor de Pedro no comando da Igreja Católica. Esta é a primeira vez em dois milênios que é escolhido um Santo Padre nascido na América. Há mais de 1300 anos, o eleito pelo conclave sequer era de fora da Europa.
Francisco I, o 266º papa da Igreja Católica, foi eleito depois de cinco votações. O jesuíta de 76 anos não era um dos nomes mais cotados, mesmo assim a  decisão foi rápida, foram apenas cinco reuniões do conclave para que o novo líder da igreja fosse escolhido. O que mostra que uma rápida unidade foi construída em volta do novo papa.

Os desafios do novo pontificado apresentam caminhos árduos, já que muitos analistas indicam que a renuncia de Bento XVI foi motivada pela falta de saúde de Joseph Ratzinger para resolver os problemas enfrentados pela Santa Sé.

Papa Francisco I beija João Paulo II, em 2001 (REUTERS/Paolo Cocco)
Papa Francisco I beija João Paulo II, em 2001
Trajetória Jorge Mario Bergoglio nasceu em 17 de dezembro de 1936, em Buenos Aires. Foi ordenado para os jesuítas em 13 de dezembro de 1969 durante os estudos teológicos na Faculdade de Teologia de San Miguel, onde foi reitor de 1980 a 1986.  Depois de completar sua tese de doutorado na Alemanha, serviu como confessor e diretor espiritual em Córdoba.

Foi nomeado bispo titular de Auca e Auxiliar de Buenos Aires em 20 de maio de 1992 e recebeu a consagração episcopal em 27 de junho do mesmo ano. Em 3 de junho de 1997, foi nomeado Arcebispo Coadjutor de Buenos Aires e Cardeal Antonio Quarracino em 28 de fevereiro de 1998. Bergoglio atuou como presidente da Conferência Episcopal da Argentina de 8 de novembro de 2005 até 8 de novembro de 2011. Em fevereiro de 2001, foi proclamado cardeal pelo beato João Paulo II.


 (Arte/Soraia Piva)

Desafios Francisco I começa o papado com grandes desafios. A Igreja Católica enfrenta uma estagnação no número de fiéis, bem como a queda no número de padres. Além disso, leis liberais votadas em diversos países ocidentais têm incomodado a igreja. Outro problema que deve ser superado pelo argentino é o escândalo envolvendo denúncias sexuais contra religiosos.

Visita ao Brasil
O novo papa deve visitar ao Brasil em julho, para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), evento internacional organizado pela Igreja Católica que reúne jovens de todo o mundo. Antes disso, não existe nenhuma agenda confirmada na América.
 
Fonte: Arautos do Evangelho
http://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2013/03/13/interna_internacional,356743/argentino-e-anunciado-papa-francisco-i.shtml

Nenhum comentário: