sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Crise?!



Tenho ouvido falar que CRISE é a palavra do momento. Com certeza, a crise é a palavra mais falada, atualmente no Brasil. Porém, crise é uma palavra que raramente deixou de ser dita ou ouvida por aqui, porque nunca antes na história desse país, se viu tanta crise - assim deveria dizer o ex-presidente Lula, pelo fato de que a sua vida toda ele criticou as crises econômicas, financeiras, e sociais, e se elegeu e levou o seu partido político ao poder, com esse discurso, enganando milhões de brasileiras e de brasileiros. Quando o Lula e o PT eram oposições as crises existiam, mas possuíam um tamanho muito menor. Hoje, elas cresceram e ficaram muito mais fortes, ampliando as suas dimensões, tanto em tamanho, quanto em quantidade.

Ao ler o Best Seller, 1808 de Lurentino Gomes, pude observar o que já sabia: crise moral e ética no Brasil é cultural, assim como a corrupção. Dom João VI trouxe para o Brasil, a corte mais corrupta da Europa, e aqui continuou corrompendo, e deixando a corrupção por parte de seus auxiliares correr Solta. Outra coisa que me ocorreu ao ler essa obra fantástica do autor, é que, através da sua narrativa a cerca do Brasil do passado, pude entender melhor o Brasil do presente. Toda essa crise moral, ética, de ausência do estado..., sempre esteve por aqui, e agora com maior e pior intensidade.

É de se envergonhar ao ver um governo, débil, fragilizado, corrupto, incompetente..., fingindo fazer reformas Ministeriais, e talvez seja impossível mesmo, reformar um ministério com 39 pastas, e por ter que agradar aos sanguessugas e vampiros como o PMDB, por exemplo, só excluiu 8 pastas, restando ainda 31 delas, quando pelo menos mais 8 pastas ministeriais poderiam, e deveriam ser excluídas. Também é vergonhoso, ver um governo que gastou mais do que arrecadou, e que manipulou e maquiou a economia para vencer as eleições, se debater para anular, adiar e desacreditar o julgamento das suas contas, do ano de 2014. Um governo que só colhe derrotas, e que vai deixando atrás de si um legado miserável ao seu povo.

Em plena crise moral, financeira, econômica..., o governo que deveria estar cortando gastos, liberou quase 843 mil reais para financiar um documentário sobre a vida do Deputado Jean Willys, enquanto está cortando os recursos e verbas da educação e da saúde. Então pergunto: a CRISE é para quem mesmo? Certamente a resposta todos nós sabemos: a CRISE é somente para nós, que pagamos as contas. As nossas contas com reajustes altíssimos, e as contas de um governo corrupto, incompetente e cruel para com o seu povo.

Se eu fosse um desses "teólogos" que espiritualizam tudo, eu encerraria esse texto com o seguinte versículo bíblico: "Feliz é a Nação, cujo Deus e o Senhor" (Sl 33:12), que é muito válido, é claro, e assim está dito. Mas preferi encerrar com a citação do mestre e filósofo chinês, Confúcio, que em sua sabedoria nos disse: "Um governo é bom quando faz feliz os que vivem sob ele e atrai os que vivem longe." Assim sendo, deixo-vos essas últimas frases aqui nesse post para a nossa reflexão sociopolítica, para que todos nós possamos nos lembrar de tudo o que está acontecendo agora, na hora de votar.


Nenhum comentário: